NOVENA A SÃO MAXIMILIANO KOLBE - 10 AGOSTO 2015




Do Evangelho segundo João (13, 12-15)

“Depois de lhes lavar os pés e tomar as suas vestes, sentou-se novamente à mesa e perguntou-lhes: “Sabeis o que vos fiz? Vós me chamais mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou.
Logo, se eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar-vos os pés uns aos outros.
Dei-vos o exemplo, para que, como eu vos fiz, assim façais também vós”.



Reflexões: Dos escritos de São Maximiliano Kolbe
“O amor recíproco não consiste no fato de que ninguém nunca nos faça mal, mas que nos esforcemos de não causar desgostos aos outros e nos habituemos a perdoar rápida e completamente tudo aquilo que nos fere.
Nesta harmonia consiste a essência do amor recíproco” (SK 925).

Testemunho
Carlos Henrique Parussolo Biancolini – Jovem da MI - São Bernardo do Campo
Ser jovem da MI é viver o carisma mariano e kolbiano nos diversos tipos de serviço da Igreja. Como é um movimento, carisma, não se fixa raízes em uma paróquia, o que ajuda ainda mais na evangelização e na disseminação do amor de Deus e Nossa Senhora.
A consagração não é apenas um rito, mas um estado de vida. Consagrados estamos à disposição de Deus e Nossa Senhora. Somos servos e, em contrapartida, temos a certeza da companhia de Nossa Senhora no caminhar.
       É buscar em cada dia força e paciência para continuar e vencer as batalhas diárias. Estamos à disposição dos desígnios de Deus, então viver dia a dia a consagração é botar nossos desejos e vontades nas mãos Dele, e seguir os passos de Nossa Senhora, que muitas vezes no silêncio aceitou, serviu e amou.

Pai-nosso, Dez Ave-Maria, Glória ao Pai ... Consagração a Nossa Senhora


Canto: Ao Senhor daí graças!
Ao Senhor daí graças seu nome invocai,

Entre os povos seus feitos de amor proclamai!(2x)

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário