São José, esposo de Maria Santíssima e Patrono da Igreja

   São José, bem conhecido e amado, um santo popular e muito silencioso. Não temos palavras dele, mas temos o seu exemplo, a sua atitude, a sua resposta perante os acontecimentos e o seu comportamento.
    Existe no estado do Maranhão uma cidade chamada São José do Ribamar, que é dedicada a este santo. Trata-se de uma ponta de terra que entra no mar, que por vezes é muito violento dificultando as embarcações. Conta-se que um navio, certa vez, estava em perigo e quase afundando. Então o capitão prometeu que se conseguisse salvar o navio iria dedicar um santuário ali, naquela terra que via à sua frente, em homenagem a São José. Aconteceu que o mar se acalmou e ficou tudo bem. O capitão manteve a palavra e agora existe esse santuário dedicado a São José neste local, e também uma estátua enorme olhando para o mar e um complexo de várias esculturas numa grande praça, lembrando as passagens da vida deste Santo:
  • São José dormindo e o anjo aparecendo a ele dizendo que não tivesse medo de receber Maria por esposa.
  • São José no presépio no nascimento de Jesus.
  • São José com os reis magos.
  • São José com Maria e o Menino Jesus na fuga para o Egito
  • São José na perda e o encontro de Menino Jesus aos 12 anos no templo de Jerusalém.
 Ele era noivo de Nossa Senhora, certamente o sonho dele era casar com ela. E Nossa Senhora aparece grávida, que situação difícil... Como ela deve ter sofrido para fazer que o seu noivo soubesse a situação em que se encontrava. Quando São José soube deve ter ficado arrasado, o seu sonho desmoronou, os seus projetos também e ficou com medo.


    Ele era um homem justo e levava a Lei a sério, poderia ter acusado Nossa Senhora de traição. Mas os dois ficaram silenciosos e confiantes no plano de Deus.
    José era um jovem e soube ter um comportamento discreto, decidiu separar-se dela discretamente, para salvá-la da morte por apedrejamento. Teve muito amor e muito respeito para com a sua amada.       Enquanto vivia esse trauma, teve uma visão de um anjo que lhe disse: "Não tenhas medo, José, o que nasce nela é obra do Espírito Santo". Este fato deve tê-lo deixado em paz, aí então assumiu também o "sim de Maria" como o "seu sim".

    José levou a esposa até Belém. Ele tinha muito amor e seguindo pelas estradas difíceis foi levando Maria grávida. Chegando em Belém, estando na hora do parto, José se preocupava em acomodar da melhor forma, a sua esposa para dar a luz. Depois do nascimento colocaram o Menino numa manjedoura que deve ter sido muito bem arrumada por José, e envolvida em panos trazidos com carinho por Nossa Senhora.

    José, homem zeloso, cuidava de Jesus que não era seu filho e cuidava de Maria que não era sua esposa. Vemos nos evangelhos que José tomava as iniciativas para salvar a sua família. Fugir, cuidar, proteger, sustentar com o seu trabalho e vivendo as angústias, dava segurança à sua família. Cuidou de Jesus durante uns 30 anos. Entregou toda a sua vida a eles.
    Ele era um consagrado à sua esposa, que amava muito. Ele foi o primeiro consagrado à Nossa Senhora. Todos conheciam Jesus como o filho do carpinteiro e São José ensina a todos nós a importância da vida cotidiana. Um pai de família pode se espelhar muito em São José, que foi um homem muito trabalhador e também deve ter passado momentos difíceis.
    Eu vejo a vida e a história silenciosa de tantos pais que no anonimato lutam e preservam a sua família. Deus está vendo tudo isso, sabe reconhecer que a sua luta não é em vão.

    Esta é a festa de um grande santo que soube cuidar de duas criaturas muito especiais e importantes. Agora somos nós! O que poderia fazer Jesus sem a mãe? O poderia fazer Nossa Senhora sem Jesus? O que faz Jesus sem você agora? O que faz Nossa Senhora sem você agora? Você é a presença de Nossa Senhora e de Jesus no mundo. Você é o portador da novidade do Evangelho e pode com isso fazer milagres como fêz São Maximiliano Kolbe, quando tomou posse do "sim" da Imaculada para si. Então, imitando São José, vamos fazer tudo o que podemos e Deus vai operar grandes milagres por meio da nossa disponibilidade.

      Família consagrada, hoje você recebe São José como modelo e como padroeiro para fazer também milagre na sua casa. 

(Trecho da homilia do Frei Sebastião na Festa de São José- no dia 19/03/2014)
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário